Como escolher um PC Desktop

Notebooks ficam mais poderosos a cada dia, hoje trazendo basicamente os mesmos chips gráficos utilizados nos desktops. Má notícia para eles, correto? Nada disso: desktops sempre terão seu espaço por diversos motivos, em especial pelos segmentos especializados em que são utilizados atualmente. Mas como escolher o melhor modelo para você.

Porque comprar PC Desktop

Como dissemos, os desktops modernos são encontrados em dois segmentos principais atualmente: produção de conteúdo e jogos. Sim, notebooks de fato estão bastante poderosos, mas a “coroa do alto desempenho” ainda pertence aos desktops. Olhando o movimento da indústria, inclusive, esse cenário continuará estável ainda por uns bons anos.

O motivo é simples: desktops foram projetados para componentes de alto desempenhos. Sem entrar muito em dados técnicos, basta dizer que um processador de notebook de alto desempenho costuma ter uma TDP (calor dissipado, basicamente) de 45 watts. Desktops podem trazer processadores que facilmente ultrapassam a barreira dos 200 watts de TDP.

Placas de vídeo são outro exemplo. Sim, os chips utilizados nos notebooks são os mesmos dos desktops, mas estes são capazes de utilizar várias delas simultaneamente. Melhor: suportam versões com overclocks de fábrica, além de trabalharem em condições mais apropriadas de refrigeração térmica.

E este é o “X da questão”. Desktops trazem sistemas de refrigeração mais sofisticados, capazes de manter os componentes mais confortáveis em condições extremas de trabalho. E este é o cenário de jogos de última geração e aplicativos de produção de conteúdo multimídia (CAD, animações 3D, edição de vídeo em 4K). Nesses cenários, os desktop ainda é imbatível.

Como escolher o melhor PC Desktop

O primeiro passo é ter em mente qual é a função do desktop, que já dará pistas de quais componentes priorizar. Algumas aplicações necessitam de muito processamento (CPU), enquanto outras exigem mais memória RAM. Aplicações 3D exigem placas de vídeo parrudas, capazes de lidar com demandas complexas. Ou ainda, de muito armazenamento, com diversos SSDs e HDs combinados.

E claro: algumas aplicações exigem muito de tudo isso. A placa-mãe é decisiva aqui, já que fará com que todos esses componentes trabalhem juntos, além de ditar o máximo de atualização possível com o passar do tempo. E este é um diferencial e tanto dos desktops: você projeta a melhor configuração possível...para hoje. Mas pode fazer uma quantidade de atualizações futuras, não exigindo a troca de máquina.

São dois caminhos: montar um desktop ou comprar um pronto. Algumas empresas possuem uma excelente reputação nesse quesito, permitindo a customização da configuração de acordo com a preferência do cliente. E oferecem garantidas importantes para quem busca tirar o máximo do PC (em alguns casos, por vários anos).

O importante é dimensionar a necessidade de desempenho, já que desktops foram criados para o desempenho máximo. Em relação aos componentes, aqui vão algumas dicas rápidas de cada um.

Processador (CPU)

São divididos de maneira similar tanto pela Intel quanto pela AMD. Core i3 e Ryzen 3 atendem os consumidores básicos, enquanto o Core i5 e o Ryzen 5 oferecem um processamento confortável. Core i7 e Ryzen 7 foram criados para demandas complexas, e Core i9 e Ryzen 9 foram projetados para casos mais extremos.

Placa de vídeo (GPU)

AMD e NVIDIA trazem uma série de modelos em diferentes segmentos de desempenho, mas terceirizam a produção das placas de vídeo para fabricantes. Gigabyte, MSI, AsRock, EVGA e Galax, entre outras, competem para oferecer a versão mais rápida com o melhor sistema de refrigeração, o que explica a diferença de preço entre os modelos.

Memória RAM

O DDR4 é o padrão atual, e é bastante raro encontrar desktops com menos de 8 GB de memória RAM. 16 GB oferecem um desempenho mais confortável, mas 32 GB, 64 GB ou mesmo mais pode ser necessário para edições de vídeo mais complexas ou produção de conteúdo 3D.

Armazenamento (SSD e HD)

SSDs são opções muito mais modernas, sendo mais confiáveis e rápidas que os discos rígidos. Mas também são mais caras, então, dependendo do orçamento disponível, uma boa ideia é usar um SSD para o sistema e um HD de grande capacidade para arquivos, garantindo desempenho e espaço disponível com um custo menor.

Refrigeração

Por fim, não podemos esquecer que uma máquina potente deve ser bem refrigerada. Cada gabinete possui um layout próprio, mas é importante instalar FANs de forma inteligente para maximizar o fluxo de ar. Comprar um cooler avançado separadamente pode ser uma boa ideia, garantindo um bom funcionamento da máquina mesmo sob condições severas.

Como funciona as ofertas de PC Desktop no Canaltech Ofertas

Acessando a página de desktops no Canaltech Ofertas você tem o benefício de encontrar as principais promoções que encontramos. Nossa curadoria não apenas pesquisa as melhores oportunidades como também verifica se elas estão ativas, garantindo um valor competitivo desde que a oferta ainda esteja disponível, já que algumas ficam disponíveis durante pouco tempo.

Então não deixe de conferir nossa página exclusiva de desktops e escolha a que for melhor para você!

Ofertas de PC Desktop

Fique atento à data de publicação de cada produto, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.