Como escolher Bicicleta Elétrica

Usar uma bicicleta elétrica é uma ideia melhor do que parece à primeira vista. Cidades como São Paulo contam com um trânsito para lá de caótico, e muitas vezes o transporte público não atende tão bem quanto deveria. Levar mais de 1h30 para percorrer uma distâncias de 10-12 km não é algo tão incomum assim, e é aí que bicicletas elétricas se destacam. Então montamos um artigo explicando tudo o que você precisa saber sobre ela.

Como funciona uma bicicleta elétrica

Dependendo do modelo, o motor pode estar na roda dianteira ou traseira. Trata-se de um motor dentro da roda, e não algo externo movimentando uma corrente, o que por si só já garante uma eficiência extra. Além de, claro, minimizar os pontos de possíveis falhas com o passar do tempo.

Todos os modelos necessitam de uma bateria para alimentar o motor, que trabalha com potências entre 250 watts e 1000 watts, e ela pode tanto estar integrada ao quadro quanto ser removível, facilitando o processo de recarga. cada fabricante trabalha com um posicionamento da bateria, tanto na posição geralmente alocada para a garrafa de água quanto atrás do banco.

Grande parte dos modelos trabalha com pedal assistido. Ou seja, não funcionam “sozinhas”, mas sim auxiliam o ciclista em condições mais difíceis, como subidas. isso significa que você não chegará suado no escritório, o que já uma vantagem e tanto. E, com apenas uma carga de bateria é possível pedalar por pelo menos 25 km com segurança.

De resto, trata-se de uma bicicleta normal, com marchas, freios (v-brake ou à disco) e banco de bicicleta, podendo variar de modelos básicos até chegar em preços que competem com carros populares. 

Modelos mais acessíveis contam com baterias de chumbo, mais antigas, mas mais acessíveis. Já as mais modernas contam com baterias de íons de lítio, que apresentam mais autonomia, suportam mais ciclos de recarga (chegando às centenas) e são mais resistentes, no geral, além de carregarem mais rapidamente.

Cuidados com sua bicicleta elétrica

Bicicletas elétricas são mais pesadas do que modelos comuns, em especial pelo motor e bateria. Sempre confira a pressão dos pneus (de preferência semanalmente) e o estado dos freios. Da mesma forma, ainda que tragam proteção contra chuvas, é sempre bom evitar. 

Reparos na parte elétrica devem ser feitos por pessoas treinadas, enquanto os problemas associados à bicicleta em si (como rodas, ajuste de guidão, etc), podem ser feitos na maioria das bicicletarias.

Antes de comprar, é importante verificar a disponibilidade de baterias para substituição, além da garantia. Como são produtos mais caros, esse suporte é essencial, assim como vantagens adicionais, já que muitos fabricantes oferecem até mesmo seguro gratuito por um ano após a compra.

Acessórias para usar com bicicleta elétrica

Grande parte dos modelos vendidos no Brasil já trazem um kit bastante completo. Isso inclui itens de iluminação, suporte para bagagem velocímetro e até mesmo alforges. Porém, acessórios diferenciados existem aos montes, e a grande maioria dos acessórios para bicicletas “comuns” também são compatíveis com bicicletas elétricas.

Ofertas de Bicicleta Elétrica

Fique atento à data de publicação de cada produto, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais.